Faculdade Nova Esperança - brand

Projeto de extensão da Facene/Famene promove confraternização de Páscoa com apenadas

Na última quinta-feira (04), o projeto de extensão das Faculdades Nova Esperança (Facene/Famene) Promovendo Saúde no Presídio Feminino com atuação no Centro de Reabilitação Feminino Maria Júlia Maranhão, em Mangabeira, na capital, realizou uma confraternização de Páscoa.

O projeto de extensão Promovendo Saúde no Presídio Feminino existe há 03 anos e tem suas atividades voltadas às apenadas da referida penitenciária. Atualmente a população carcerária do Maria Júlia Maranhão é de 359 reeducandas, sendo 296 do regime fechado (108 sentenciadas e 188 provisórias), 48 em regime semi-aberto, 15 em regime aberto e 14 vivendo em prisão domiciliar.

O projeto conta neste ano com a participação de 05 (cinco) extensionistas da graduação de Medicina e 02 (duas) da graduação de Enfermagem, além da participação das docentes Mikaela Madruga (Enfermagem) e Maria Anunciada Salomão (Medicina). Nos encontros, que são realizados todas as quintas-feiras pela manhã, são desenvolvidas ações de educação em saúde. Para a coordenadora do projeto, a professora Danielle Aurília, “educar é o melhor remédio, pois a partir da educação problemas podem ser minimizados e até abolidos”.

A confraternização de Páscoa do Maria Júlia Maranhão foi uma ação conjunta das Faculdades de Enfermagem e Medicina Nova Esperança (Facene/Famene), Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (SEAP) e direção do presídio Cinthya Almeida, Márcia Estrela e Ítalo. Na ocasião, houve apresentação do Coral formado pela apenadas, dinâmica conduzida pela psicóloga Vilma Felipe, um farto lanche proporcionado pela Facene/Famene e distribuição de chocolates. “Tem sido um trabalho prazeroso, pois temos convicção que estamos contribuindo com a vida dessas mulheres de forma efetiva, vivenciando seus problemas in loco e participando do seu processo de ressocialização, através da educação em saúde e da realização de atividades comemorativas”, afirmou a enfermeira coordenadora do projeto Danielle Aurília.

[nggallery id=433]