Menu principal

MENU

Residência Médica


RESIDÊNCIA MÉDICA

A Faculdade de Medicina Nova Esperança, com seu curso de Medicina reconhecido pelo MEC através da Portaria nº 1.084, Resoluções CNRM nº 04 de 23 de outubro de 2007, nº 08 de 05 de agosto de 2004; nº 12 de 16 de setembro de 2004; nº 04 de 23 de outubro de 2007, obteve, através dos Pareceres SISCNRM: nº 06 de 2010, nº 100 de 2011, nº 108 de 2014, nº 45 de 2014 e o Parecer nº 294 de 2014 a autorização de oferecer aos portadores de diploma de graduação em Medicina, com registro no CRM, o Programa de Pós-Graduação em Residência Médica, sob a forma de cursos de especialização, caracterizada por treinamento em serviço e sob supervisão de preceptores vinculados à IES. Anualmente, será publicado edital e Manual da Residência Médica especificando sobre o processo.

 

PROGRAMAS E VAGAS OFERECIDOS:

PROGRAMA VAGAS DURAÇÃO
CLÍNICA MÉDICA 04 02 ANOS
GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA 03 03 ANOS
MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE 06 02 ANOS
PSIQUIATRIA 03 03 ANOS
PEDIATRIA 02 02 ANOS
CIRURGIA GERAL 02 02 ANOS
RADIOLOGIA 01 03 ANOS
DERMATOLOGIA 01 03 ANOS
OFTALMOLOGIA 02 03 ANOS

 

 

Da Comissão de Residência Médica – COREME

A Comissão de Residência Médica da Faculdade de Medicina Nova Esperança – COREME/FAMENE tem caráter deliberativo e é a responsável pela normatização, plano anual de atividades, fiscalização, controle e administração geral das atividades desenvolvidas, pertinentes a esta modalidade de ensino, avaliando o desempenho técnico e científico das diversas áreas de atividade médica.

A Residência Médica da FAMENE está organizada sob a forma de um Programa Geral de Residência Médica (PGRM/FAMENE) e constituída pelo desenvolvimento de Programas de Residência Médica (PRMs) nas áreas gerais (PAGRMs) e suas áreas especializadas (PAERMs), conforme definida pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM).

Os PRMs da FAMENE são desenvolvidos obedecendo às cargas horárias num total de 85% a 80% (oitenta e cinco a oitenta por cento), sob a forma de treinamento em serviço e sob a supervisão de docentes ou profissionais qualificados (preceptores). As demais atividades restantes, 15% a 20% (quinze a vinte por cento), ocorrerão em atividade teórica através de sessões clínico-patológicas, clínico-radiológicas, seminários e em outras atividades, sempre com a participação efetiva do residente.

Os Médicos Residentes de todos os PRMs deverão cumprir, obrigatoriamente, atividades de natureza teórico-complementares, no Núcleo Comum aos PRMs, constando de conteúdo referente à Bioestatística, Biossegurança, Epidemiologia, Ética Médica e Metodologia Científica.

As atividades desenvolvidas deverão respeitar:

  1. O máximo de 60 (sessenta) horas semanais de atividades, nelas incluídas um máximo de 24 (vinte quatro) horas de plantões;
  2. Ao menos 1 (um) dia de folga semanal; e
  3. Período de férias de 30 (trinta) dias, referente a cada ano de curso no PRM.

Nos Programas de Residência Médica haverá um coordenador de cada programa conforme definido pela CNRM.

Os coordenadores dos programas realizarão a avaliação de desempenho profissional por escala de atitudes que incluam atributos, como: comportamento ético, relacionamento com a equipe de saúde e com o paciente, interesse pelas atividades, cumprimento da carga-horária, entre outros.

Os coordenadores também são responsáveis por:

  1. Discriminar no programa sob sua responsabilidade os critérios de avaliação final para os médicos residentes (MRs) a eles vinculados.
  2. Realizar, ao final de cada ano, após a avaliação de desempenho do MR, a indicação para promoção ao ano seguinte do curso.
  3. Informar a frequência mensal dos médicos residentes sob sua preceptoria e encaminhar ao supervisor responsável.
  4. Participar das atividades designadas pelo supervisor responsável.

 

Do Processo de Avaliação de Aprendizagem

O processo de avaliação de aprendizagem dos Médicos Residentes (MRs) é obrigatório e será realizado periodicamente, envolvendo os seguintes aspectos:

  1. frequência às atividades;
  2. avaliação comportamental e de desempenho;
  3. avaliação cognitiva; e
  4. trabalho de conclusão de curso, obrigatório.

A avaliação deverá ser, necessariamente, organizada através de metodologia didático-pedagógica que formalize, concretamente, as habilidades, competências e conhecimentos adquiridos pelo MR, e congruente com o conteúdo programático do respectivo PRM e com a correspondência no âmbito de residência.

Por ocasião do ingresso do(s) MR(s) no PRM, deverá o supervisor, em reunião formal, fornecer a ele(s) conhecimento da resolução específica que normatiza o processo, bem como da metodologia empregada pelo PRM para a sua avaliação.

O processo de seleção se dará com o concurso para seleção de médicos residentes, onde será realizado anualmente pela COREME, através de edital e orientação de inscrição no processo, onde estará especificando as normas e procedimentos para a participação no Programa, sendo permitida a participação exclusiva de profissionais graduados em Medicina, por escolas médicas reconhecidas pelo Ministério da Educação, apresentando o diploma e histórico da graduação.

Em casos de médicos cujos diplomas forem expedidos por instituições estrangeiras, somente poderão se inscrever para concurso para seleção de médicos residentes, se satisfizerem as condições legais exigidas pelo Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba.

Os candidatos que conseguirem aprovação e classificação no limite de vagas disponíveis, assinarão Termo de Compromisso relativo ao cumprimento do Programa de Residência Médica oferecido pela FAMENE, sobre as normas estabelecidas, e locais de oferta das Residências Médicas, resoluções e demais normas da IES.

Cabe ao residente:

  1. considerando que, por definição, o Programa de Residência Médica não exige dedicação exclusiva, consoante o artigo 1º da Lei nº 6.932 de 7 de julho de 1981, o candidato aprovado que for detentor de emprego, público ou não, deverá apresentar no ato de assinatura do Termo de Compromisso, declaração de disponibilidade fornecida pelo empregador para cumprimento do Programa;
  2. antecedendo a assinatura do Termo de Compromisso, ao qual se refere o caputdeste artigo, o candidato aprovado deverá ser submetido e considerado apto em exame médico pré-admissional, realizado por membro da junta médica integrante da COREME.
  3. assinar o Termo de Compromisso, cumprir normas estabelecidas do Programa de Residência Médica da Faculdade de Medicina Nova Esperança;
  4. cabe ao Residente Médico estar inscrito no Conselho Regional de Medicina da Paraíba, ficando, por via de consequência, o MR sujeito às sanções previstas pelo Código de Ética Médica;
  5. o Residente deverá executar suas tarefas de acordo com o que consta em seu programa e em consonância com as determinações da COREME e da Direção da FAMENE;
  6. dedicar-se com zelo e senso de responsabilidade, discrição e lealdade ao cuidado dos pacientes, colegas, equipe de saúde, e seus superiores hierárquicos, ao cumprimento das obrigações de rotina;
  7. comparecer às reuniões convocadas pela Direção da FAMENE, COREME e Coordenadores de Programa;
  8. conhecer o Processo de Avaliação de Aprendizagem e submeter-se às avaliações periódicas procedidas;
  9. cumprir os horários rigorosamente, bem como o uso de uniforme convencional completo, de acordo com as atividades a serem executadas nas atividades que desenvolve no Programa de Residência Médica, desenvolvida pela Faculdade de Medicina Nova Esperança;
  10. prestar colaboração aos colegas, em situações especiais ou de emergência, mesmo fora dos plantões, sempre que solicitado;
  11. levar ao conhecimento de autoridade superior irregularidade da qual tenha conhecimento, eventualmente ocorrida na IES e nas instituições conveniadas onde desenvolve o PRM;
  12. zelar pela economia e conservação do material que lhe for confiado para o desempenho de suas funções como Residente Médico;
  13. participar de trabalhos e apresentações científicos, de acordo com as orientações dos superiores hierárquicos;
  14. comportar-se eticamente e socialmente nas dependências da FAMENE e das instituições conveniadas, de modo a não perturbar, não prejudicar a FAMENE e a ordem.

A Residência Médica desenvolvida pela FAMENE tem como objetivo formar médicos capazes de desenvolver seu lado profissional e ético com equipes de saúde, respeitando e cumprindo o seu dever de cidadão para com seus pacientes, nos mais diversos locais de atuação de sua profissão.

Contato

Comissão de Residência Médica da FAMENE (COREME-FAMENE)

Endereço: Av. Frei Galvão, 12 – Bairro: Gramame. CEP 58067-695– João Pessoa, PB, Brasil

Telefone: (83) 2106-4788/ 2106-4777

E-mail:  coreme@famene.com.br

 

Coordenação

Prof. Dr. Carlos Fernando de Mello Junior

Presidente da Comissão de Residência (COREME)

Coordenador do Programa de Radiologia

E-mail: carlosfmello@hotmail.com

 

Prof. Dr. Genario Alves Barbosa

Vice-presidente da Comissão de Residência

Coordenador do Programa de Psiquiatria

E-mail: dr.genario@gmail.com

 

Prof. Dr. George Robson Ibiapina

Coordenador do Programa de Clínica Médica

E-mail: robsonibiapina@hotmail.com

 

Profa. Dra. Maria Nelange Palitot de O. Galdino

Coordenadora do Programa de Medicina da Família e Comunidade

E-mail: marianelange@famene.com

 

Prof. Dr. Francisco Marcelo B. de Carvalho

Coordenador do Programa de Ginecologia e Obstetrícia

E-mail: tenmarcelobraga@uol.com.br

 

Profa. Dra. Maria Alice Feitosa Costa Holanda

Coordenadora do Programa de Pediatria

E-mail: maliceholanda@hotmail.com

 

Prof. Dr. Augusto Cesar Lacerda Brasileiro

Coordenador do Programa de Cirurgia Geral

E-mail: augustoclb@bol.com.br

 

Profa. Dra. Luciana Cavalcante Trindade

Coordenador do Programa de Dermatologia

E-mail: trindadeluc@gmail.com

 

Profa. Dra. Aganeide Castilho Palitot

Coordenadora do Programa Oftalmologia

E-mail: aganeidecastilho@hotmail.com

 

Equipe administrativa

Carolina Santiago Silveira P. Araújo

Secretéria Geral das Instituições Nova Esperança e da COREME

Selo – SAEME
Selo – Hospital Maternidade
Selo – Ciencias sem Fronteiras
Selo – Anjos
Selo – Fisio
Selo – abmes
Selo 2
Selo 1