Faculdade Nova Esperança - brand

Segundo “Trote Solidário” mobiliza calouros da Facene/Famene

Uma grande mobilização em prol do próximo. Foi com este intuito que os calouros das Faculdades de Enfermagem e Medicina Nova Esperança se engajaram na segunda edição do “Trote Solidário Facene/Famene”.

A iniciativa das Faculdades Nova Esperança tem o objetivo renovar a antiga prática universitária combatendo à violência praticada nos trotes, bem como introduzindo novos conceitos de solidariedade, humanização e responsabilidade social junto aos calouros e alunos veteranos das duas Instituições de ensino.

Nesta II edição do “Trote Solidário”, os alunos ingressantes, bem como os discentes matriculados no segundo período das Faculdades participaram de ações que incentivaram a doação de sangue e venda de produtos de instituições filantrópicas sem fins lucrativos.

As ações visam a integração do calouro à comunidade da Facene/Famene, facilitando sua inclusão na turma, e num sentido mais amplo estimulando a sua reflexão sobre problemáticas sociais, brasileiras e locais.

“Esse tipo de iniciativa gera vivência, pois, nos faz interagir com as pessoas e com o público. Além disso, é uma excelente oportunidade para apoiar as instituições que necessitam de auxílio”, declara a discente Gabriela de Oliveira Gomes Barbosa.

As atividades também despertaram o apoio da população, conforme relata o encanador Josenildo Alves dos Santos (40). “Esse tipo de ação deveria ser seguido. Já que os estoques de sangue então sempre perto do limite ideal”.

A doação de sangue foi realizada no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, com apoio do Hemocentro da Paraíba. Já a venda de produtos teve como cenário o Hiperbompreço, do Bessa.

O sangue colhido será revertido em benefício dos pacientes do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. Já a quantia referente às vendas das necessaires e kit de higiene bucal terá como destino o Hospital e Maternidade Fávio Ribeiro Coutinho, de Santa Rita; enquanto que os valores arrecadados das vendas das camisetas caneta/chaveiro, serão, revertidos, ao Centro de Atividades Especiais Helena Holanda e ao Instituto Anjos da Enfermagem.

[nggallery id=301]