Faculdade Nova Esperança - brand

Sobre

A ouvidoria é um instituto que trata de temas relativos à qualidade dos serviços prestados ao cidadão, tanto por instituições privadas como públicas. É um dos institutos das sociedades democráticas de maior difusão no Brasil. Assim, a Ouvidoria constitui-se uma nova práxis administrativa voltada para questões de interesse coletivo, antepondo-se à formação de uma consciência cidadã, através do direito de reclamar, criticar, elogiar e dar sugestões.

No Brasil, a ouvidoria remonta do período Colonial, mas, somente em 1823, um projeto de lei criou o Juízo do Povo, a quem o cidadão podia recorrer, no caso de serem vítimas de alguma arbitrariedade. Entretanto, foi a partir 1983, com os primeiros sinais de abertura democrática que ressurgiram os debates para a criação de canais de comunicação entre a estrutura de poder e a população propiciando o surgimento das primeiras ouvidorias, a partir de 1985, com a redemocratização do País.

No âmbito das universidades brasileiras, as primeiras ouvidorias surgiram em 1992. Na área da educação as ouvidorias vão ao encontro dos anseios da sociedade por mecanismos de controle social que contribuem para o fortalecimento da democracia, buscando a abertura, com vistas à participação de alunos, docentes e funcionários, bem como da comunidade externa.

Em 2005, os gestores das Faculdades Nova Esperança compreendendo a importância da Ouvidoria como instrumento de estímulo à democracia e de valorização da cidadania implantaram, a Ouvidoria Facene/Famene através de deliberação tomada na reunião do CTA – Conselho Técnico-Administrativo no dia 03 de agosto de 2005 e com base na resolução conjunta CTA Facene/Famene de nº 08/08/2005, instalou a Ouvidoria em 15 de agosto de 2005. Para assumir a função de Ouvidor foi indicada a Prof. Marlene Ramalho Rosas de Freitas Oliveira através da portaria Facene e portaria Famene de nº 08/08/2005, respectivamente.

A Ouvidoria das IES faz a diferença na medida em que atende a comunidade acadêmica no encaminhamento das demandas seja de alunos, professores, funcionários e comunidade externa; interage com todos os setores das Faculdades com elevado índice de resolutividade. Os meios de acesso à Ouvidoria são: presencial, por telefone, e-mail, utilizando o formulário da “caixa de sugestão” ou ainda, através do site das IES “Ouvidoria Electrônica.”

A Ouvidoria das IES realiza desde 2007 encontro de ouvidores com palestras de temas pertinentes a atuação do ouvidor. Mas, foi à partir de 2009 que o encontro passou a ser realizado no mês de março em comemoração ao “Dia do Ouvidor (16 de março). Na reunião Facene/Famene de Ouvidores de março de 2011, foi criado o Fórum Paraibano de Ouvidorias Públicas e Privadas – FOPO, agregando ouvidores dos vários segmentos e áreas de atuação. Na entidade a Ouvidora das IES tem ocupado a função de Coordenadora Adjunta de 2011 a 2013; Coordenação Geral de 2014 a 2015 e Secretária Geral de 2018-2019. Enquanto isso, na reunião Facene/Famene de Ouvidores de março de 2016, foi criado o Fórum de Ouvidores Universitários da Paraíba – FOUP, estando a Ouvidora das IES na coordenação do mesmo, desde sua criação.

A ouvidoria da Facene/Famene exerce o papel de auxiliar os gestores na busca da satisfação dos seus usuários, diante das críticas e sugestões por eles apresentadas. Tem como objetivos: em relação à Ouvidoria, torná-la cada vez mais dinâmica com a realização de ações inovadoras (haja vista os encontros de ouvidores, a criação do FOPO E FOUP); permanecer integrada com todas as instâncias das IES e comunidade externa; atender com celeridade a clientela. Em relação aos demandantes, objetiva-se prevenir o aparecimento de conflitos; aliviar as tensões no âmbito interno e reduzir sempre e cada vez mais, possíveis insatisfações. Esse comportamento tem consolidado a Ouvidoria como valioso instrumento de participação social.

Horários:

Segunda e quinta-feira de 7h às 21h

Terça e quarta-feira de 7h às 17h

Sexta-feira de 7h às 16h

Contatos: 

Telefone: (83) 2106-4777 – Ramal: 4737

Email: ouvidoria.marleneramalho@facene.com.br

A Ouvidoria 

Prof. Marlene Ramalho Rosas de Freitas Oliveira, Assistente Social e Bacharelada em Ciências Jurídicas e Sociais com Especialização em Ciências Sociais. Professora aposentada da UFPB e aposentada como Assistente Social do INSS. Professora do UNIPÊ por quatro anos. Professora do Estado durante treze anos, Professora das Faculdades Nova Esperança de 2004 a 2012 e Ouvidora desde das IES desde 2005.