Menu principal

MENU

Graduação em Medicina Veterinária

GRADUAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA

1. A Medicina Veterinária

Definida por diversos autores como a ciência que se dedica à prevenção, controle, erradicação e tratamento das doenças, traumatismos ou qualquer outro agravo à saúde dos animais, além do controle da sanidade dos produtos e subprodutos de origem animal para o consumo humano. É uma das muitas áreas do conhecimento ligada à manutenção e restauração da saúde. Ela trabalha, num sentido amplo, com a prevenção e cura das doenças dos animais e dos humanos num contexto médico multiprofissional.

Tem entre as suas finalidades a meta de construir compartilhadamente e em estratégias pedagógicas ativas os conhecimentos, competências e habilidades necessárias à boa performance profissional futura, desenvolvendo o senso crítico dos alunos, facilitando a redefinição do seu papel face às exigências sociais e da assistência prestada aos animais e a humanos, visando à formação do profissional crítico e reflexivo apto para inserir em diversos setores da sua área de atuação.

Como profissão em contínuo desenvolvimento, a Medicina Veterinária tem ampliado de forma significativa as suas possibilidades de atuação, inserindo-se em novas áreas, conforme a criação de novos campos, principalmente direcionada à prevenção e promoção da saúde no sentido holístico envolvendo homens e animais.

1.1 Objetivo Geral do curso de Medicina Veterinária

Formar profissionais generalistas, humanistas, críticos, reflexivos e capacitados técnica e cientificamente para intervirem nas áreas de competência do Médico Veterinário que abrangem: Zootecnia e Produção Animal, Inspeção e Tecnologia dos Produtos de Origem Animal, Clínica Veterinária e Medicina Veterinária e Preventiva, Saúde Pública, além de Economia, Planejamento, Administração Agroindustrial e Extensão Rural.

Para isto os egressos serão capacitados a  atuar  de forma  autônoma  e  em  equipes  interdisciplinares  e  multiprofissionais,  visando  à integralidade  das  ações.  Ainda, objetiva preparar o profissional a atuar respeitando os princípios éticos, morais e culturais do indivíduo e da coletividade.

1.2  Objetivos Específicos

  • Formação do profissional médico veterinário  capaz  de  atuar  com  base  em  convicções científicas,  respeitando  os  princípios  éticos  inerentes  ao  exercício  profissional; desenvolver  e  praticar  ações  de  avaliação,  identificação  e  orientação  terapêutica  de situações  relacionadas  com  a  saúde  animal;
  • Habilidade de estimular e promover atividades para a prevenção da sanidade animal e da saúde pública de forma individual e coletiva;
  • Desenvolver e estimular a produção animal e de alimentos, sempre respeitando as normas e condições de bem-estar animal;
  • Ser capaz de emitir laudos, pareceres, atestados e relatórios técnicos;
  • Aplicar e divulgar o conhecimento técnico para promover e desenvolver a sanidade animal, saúde pública, o bem-estar social e ambiental;
  • Ter a consciência de que o conhecimento técnico necessita de aprimoramento de forma sistemática e continuada;
  • Estar capacitado a incentivar e realizar produção de conhecimento técnico e científico a partir da aplicação de métodos de investigação;
  • Atuar de forma empreendedora na elaboração, na administração e gerenciamento de recursos humanos e de projetos relacionados ao seu exercício profissional;
  • Modernizar sistemas de produção animal ou agroindustrial e estabelecimentos de sua responsabilidade;
  • Trabalhar de forma multiprofissional e multidisciplinar nos diferentes segmentos do exercício profissional, prezando pelo trabalho em equipe;
  • Reconhecer de forma crítica o contexto e as mudanças sociais em nível nacional e internacional;
  • Deve ser elemento moderador e transformador da realidade local e regional, sempre atuando com senso crítico.

1.3  Titulação Acadêmica

O aluno de graduação em Medicina Veterinária da FACENE formará profissionais no período mínimo de 5 anos com título de bacharel em Medicina Veterinária.

2.O PERFIL DO MÉDICO VETERINÁRIO A SER FORMADO

Em consonância com os pressupostos constantes nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação do médico veterinário, a FACENE apresenta como perfil do egresso/profissional: “O Médico Veterinário com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, apto a compreender e traduzir as necessidades de indivíduos, grupos sociais e comunidades, com relação às atividades inerentes ao exercício profissional, no âmbito de seus campos específicos de atuação em saúde animal e clínica veterinária; saneamento ambiental e medicina veterinária preventiva, saúde pública e inspeção e tecnologia de produtos de origem animal; zootecnia, produção e reprodução animal e ecologia e proteção ao meio ambiente. Ter conhecimento dos fatos sociais, culturais e políticos da economia e da administração agropecuária e agroindustrial. Capacidade de raciocínio lógico, de observação, de interpretação e de análise de dados e informações, bem como dos conhecimentos essenciais de Medicina Veterinária, para identificação e resolução de problemas”

Para alcançar tal perfil, ressalta também a importância do desenvolvimento de competências e habilidades específicas para um bom desempenho profissional, para atuar com base ética, em equipe multiprofissional, assumindo, quando necessário, o papel de coordenador de equipe/responsável técnico, promovendo e executando ações de sua responsabilidade.

O Médico Veterinário formado pela FACENE deve, portanto, estar apto a compreender e traduzir as necessidades de indivíduos, grupos sociais e comunidades, com relação às atividades inerentes ao exercício profissional, no âmbito de seus campos específicos de atuação. Deverá ainda ter a capacidade de raciocínio lógico, de observação, de interpretação e de análise de dados e informações, bem como dos conhecimentos essenciais de Medicina Veterinária, para identificação e resolução de problemas.

O Médico Veterinário egresso da FACENE tem um caminho promissor no âmbito local, regional e nacional. O profissional pode desempenhar suas funções em múltiplos setores, podendo trabalhar com:

2.1. Clínica e cirurgia de animais de pequeno porte e de grande porte.
Prestar atendimento clínico e cirúrgico a animais domésticos.

2.2. Centros de pesquisa.
Atuar na investigação e pesquisa no desenvolvimento de biotecnologias.

2.3. Indústria de produtos para animais.

Acompanhar a produção e a comercialização de alimentos, rações, vitaminas, vacinas e medicamentos. Cuidar do marketing dos produtos e prestar assistência técnica ao cliente.

2.4. Indústria de produtos de origem animal.

Fiscalizar estabelecimentos que produzam, vendam ou exportem produtos de origem animal.

2.5. Manejo e conservação de espécies.
Estudar animais silvestres em cativeiro ou em seu habitat, cuidando de sua reprodução e preservação. Implantar e administrar projetos ecológicos e em reservas naturais.

2.6. Perícia técnica

Avaliar a saúde de animais de competições esportivas e a possível ingestão por eles de medicamentos e hormônios proibidos.

2.7. Produção e sanidade animal

Controlar a saúde de rebanhos. Prevenir e controlar doenças em propriedades rurais.

2.8. Saúde pública veterinária

Prevenir e controlar zoonoses e doenças transmitidas por vetores. Atuar na vigilância epidemiológica, sanitária e ambiental.

2.9. Tecnologia de produção animal
Desenvolver técnicas e métodos de aperfeiçoamento genético, alimentação.

2.10. Tecnologia de reprodução animal

Desempenhar o ensino, a direção, o controle e a orientação dos serviços de inseminação artificial e reprodução assistida.

2.11. Ensino superior

Atuar na regência de cadeiras ou disciplinas especificamente médico-veterinárias, bem como a direção das respectivas seções e laboratórios; direção e a fiscalização do ensino da medicina veterinária, bem como do ensino agrícola médio, nos estabelecimentos em que a natureza dos trabalhos tenha por objetivo exclusivo a indústria animal.

2.12. Educação e Extensão rural
Trabalhar a organização da educação rural relativa à pecuária.

3. PÚBLICO-ALVO

Aqueles interessados a ingressar no curso de Graduação em Medicina Veterinária será necessário que os candidatos estejam em fase de conclusão ou concluíram o ensino médio como também alunos de outras Instituições de Ensino Superior que queiram solicitar transferência.

É importante ao discente ter aptidão às disciplinas de cunho biológico, onde irão desenvolver o senso de raciocínio lógico, questionador e reflexivo baseado no conhecimento morfofuncional, nos mecanismo imunológicos de defesa, aspectos microbiológicos, parasitológicos, farmacológicos, dos sistemas do organismo animal e não se impressionar demasiadamente com feridas e materiais biológicos como sangue, fezes e urina. Ademais um graduando em Medicina Veterinária deverá o ter como condição gostar de animais independente das raças ou espécies, entretanto antes de amar os animais é importante ter a vocação para área.

É necessário respeitar e preservar a natureza, gostar de ouvir latidos, miados, mugidos e relinchos.  Passar muitas vezes inúmeras horas do seu dia se dedicando em prol da prevenção e promoção da saúde animal e humana dentro de ambulatórios, laboratórios, escritórios administrativos, abatedouros e muitas vezes em ambientes abertos sentindo o cheiro de esterco, cheiro de baias, currais e pocilgas seguindo os preceitos éticos da profissão sendo sempre capaz de ter o discernimento para que decisões baseadas na coletividade sejam predominantemente maior que o individual. Sendo assim, o proposto discente deverá ter a coragem de se aprofundar em um mundo diferente, onde será capaz de compreender gratidões mudas, mas estritamente sinceras, que demonstraram aos profissionais a felicidade de ser médico veterinário.

3.1 O Projeto Pedagógico proposto pauta-se nos seguintes princípios: 

  • confluência dos processos de desenvolvimento do pensamento, sentimento e ação;
  • formação baseada na captação e interpretação da realidade, proposição de ações e intervenção na realidade;
  • sensibilidade às questões emergentes da assistência à saúde, do ensino e do entorno social;
  • valorização e domínio de um saber baseado no conhecimento já construído e que contemple o inédito;
  • reconhecimento de que o aprendizado se constitui como um processo dinâmico, apto a acolher a motivação do sujeito e que contemple o desenvolvimento do próprio estilo profissional;
  • articulação entre o ensino, a pesquisa e a extensão.

Nesse contexto, o ensino de Medicina Veterinária oferecido pela FACENE busca desenvolver a capacidade de desenvolver o senso crítico e reflexivo como também exercer atividades dentro dos mais altos padrões de qualidade, tendo em conta que a responsabilidade da atenção à saúde animal não se encerra com o ato técnico, mas sim, com a resolução do problema de saúde.

3.2 Estrutura do Curso

O Curso de Graduação em Medicina Veterinária da FACENE, Bacharelado em Medicina Veterinária, presencial, funciona em regime seriado semestral, com duração  mínima de cinco anos letivos (dez semestres ou períodos de ensino) e máxima de sete anos letivos (14 semestres ou períodos de ensino). A carga horária total do curso é de 4.040 horas obrigatórias e 200 horas, ministradas de acordo com distribuição semanal de atividades pedagógicas teóricas e práticas, perfazendo um mínimo de 100 dias letivos semestrais.

De acordo com os conteúdos programáticos, os componentes curriculares foram agrupados em eixos e objetos de estudo. Os eixos, em número de três, são: eixo de fundamentação, eixo pré-profissionalizante e eixo profissionalizante.

  • O eixo de fundamentação, do qual fazem parte o primeiro, segundo e terceiro períodos letivos, introduz o aluno na Medicina Veterinária e tem como objetos de estudo a morfofisiologia, a introdução à pesquisa, o meio ambiente e as ciências humanas, sociais e mecanismos de defesa.
  • O eixo pré-profissionalizante composto pelo quarto e quinto períodos letivos, tem como objeto de estudo os agentes causadores de doenças, os meios e métodos de diagnóstico de enfermidades, a nutrição animal e a introdução à técnica operatória.
  • O eixo profissionalizante, que se estende do sexto até o décimo período letivo, tem como objeto de estudo a clínica veterinária, a reprodução animal, a medicina veterinária preventiva, a saúde pública, a tecnologia e inspeção de produtos de origem animal e a produção animal. O estágio supervisionado está distribuído ao longo do curso e é dividido em duas modalidades, a primeira caracterizada pela observação e interlocução profissional e a segunda caracterizada como iniciação e intervenção profissional, compondo a maior parte do décimo período letivo.

 

3.3 Diferenciais do Curso de Graduação

  • Conceito 4 pelo MEC;
  • Corpo docente composto 100% de mestres e doutores com larga experiência profissional;
  • Infraestrutura avançada do seu Centro de Ensino Superior, cujos laboratórios são compostos por equipamentos de última geração possibilitando a formação de profissionais de alta performance;
  • Oportunidade dada ao aluno de realizar atividades práticas já no 1º semestre do Curso, anseio de todo estudante calouro;
  • Troca de conhecimentos e interdisciplinaridade com os professores e estudantes dos cursos existentes na instituição;
  • Oportunidade de participação de atividades práticas e integrativas, com vivência dos cenários de práticas assistenciais desde o primeiro semestre do curso;
  • Incentivo e fortalecimento da relação entre as atividades de ensino, pesquisa e extensão, através do Núcleo de Pesquisa e Extensão Acadêmicas – NUPEA, estimulando a prática de realização de trabalhos científicos desde o 1º semestre, facilitando sua publicação, já que a Instituição dispõe de sua própria Revista Científica – a Revista de Ciências da Saúde Nova Esperança – de seu Comitê de Ética em Pesquisa – CEP; e de seu Comitê de Ética na Utilização de Animais – CEUA;
  • Ouvidoria institucional exercida por docente com larga experiência profissional e de ensino, de modo dinâmico, acessível e proativo, articulando como elemento estratégico a comunicação entre os atores da comunidade acadêmica (alunos, docentes, funcionários e gestores), objetivando a defesa dos seus direitos individuais e coletivos, promovendo o exercício da cidadania;
  • Realização de palestras educativas, cursos, seminários, simpósios e congressos de temas científicos e multidisciplinares para reciclagem constante de seu corpo discente e docente;
  • Acesso ao exclusivo Ambiente Virtual de Aprendizagem da FACENE/FAMENE;
  • Apoio didático-pedagógico ao aluno, oferecido pelo Núcleo de Apoio Psicopedagógico e de capacitação docente – NAP, constituído de professores-educadores de várias áreas;
  • Biblioteca institucional atualizada e compatível a todas as necessidades dos alunos e docentes. Disponibilidade de bibliotecárias para orientação aos alunos;
  • Acesso ao site institucional ACADWEB, internet 24 horas gratuita na IES, ao ambiente virtual de aprendizagem institucional;
  • Apoio didático-pedagógico ao aluno e aos docentes, oferecido pelo Núcleo de Apoio Psicopedagógico e de Capacitação;
  • Periódico científico – Revista de Ciências da Saúde Nova Esperança – acessível a alunos e docentes do curso.

4. Matriz Curricular

Exposição dialogada do conteúdo programático da disciplina com utilização de pincel atômico, quadro, transparência, retroprojetor, slides, projetor de slides e data show ou mapas de fotografias e fitas cassetes.

Aplicação de questionários, listas de exercício e estudos dirigidos sobre o conteúdo teórico abordado em sala de aula.

Análise discursiva de textos didáticos complementares, abordando temas com relevância para os alunos do curso. Visitas técnicas a propriedades quando necessário.

Para avaliação serão realizadas provas escritas, provas práticas, relatórios de visitas, trabalhos de pesquisas, seminários, estudos dirigidos, seminários, sessões tutoriais, exposição de filmes, sessões de pesquisa na biblioteca e outras atividades afins.

5.Laboratórios para aulas práticas e critério para utilização

As instalações dos laboratórios são equipados com todo o material necessário para o desenvolvimento de aulas teórico-práticas. Para o desenvolvimento de aulas práticas serão informados no cronograma e plano de curso de cada disciplina, o dia, horário e material necessário para realização das atividades, incluindo todos os laboratórios. A estruturação de funcionamento dos laboratórios conta com a assessoria permanente de funcionários exclusivos para preparação do material a ser utilizado nas aulas e manutenção e conservação de todos os equipamentos e instrumental utilizados.

Os docentes manterão contato permanente com os funcionários responsáveis, em interação necessária para a otimização das atividades desenvolvidas nos laboratórios. Antes da realização das aulas, serão preparados os materiais necessários, de forma que quando os alunos chegam para as atividades, todas as necessidades já estão previstas, e o material individual dos discentes e de uso dos docentes já está disponível, devidamente estruturado.

Cada laboratório tem espaço suficiente para ministrar aulas práticas, porque tomamos o cuidado de determinar no máximo 25 alunos por atividade prática no recinto apropriado, para que o aproveitamento do aluno e a assistência dos professores e dos monitores sejam máximos.

Os discentes também terão um espaço de aprendizado independente nos laboratórios, fora do horário das aulas, para o qual contarão com a assessoria dos monitores das disciplinas que pretendem estudar. Para tanto, agendarão a solicitação do laboratório e material na Secretaria, para prática e estudo das disciplinas ministradas pelos docentes das IES, acompanhados de monitores e técnicos responsáveis pelos laboratórios. Ficarão registrados no controle do laboratório todos os procedimentos e frequência de discentes e monitores.

5.1 Laboratório pré-clínica

Espaço climatizado reservado para aulas práticas direcionadas a várias disciplinas para a realização de atividades de simulação pré-clínica médica e emergencial. É um ambiente em que os alunos treinam manuseio de materiais e instrumentos, em manequim que reproduzem as condições patológicas, preparando-se para as atividades futuras. Está equipado com 10 bancadas, com suporte de fluido, conjunto de sondas orotraqueal, balão respiratório, laringoscópio de diversos tamanhos, balança, seringa de ar, focos iluminadores e manequins para simulação de atendimento a pacientes.

Curso dispõe dos laboratórios de ensino relacionados como específicos do Curso, equipados com todo o material necessário para o desenvolvimento de aulas teórico-práticas. Para o desenvolvimento de aulas práticas serão informados no cronograma e plano de curso de cada disciplina, o dia, horário e material necessário para realização das atividades.

A estruturação de funcionamento dos laboratórios contará com a assessoria permanente de funcionárias exclusivas, para preparação do material a ser utilizado nas aulas e manutenção e conservação de todos os equipamentos e instrumental utilizados. Para isso, já foi elaborado para todo curso de Medicina Veterinária o Manual de Biossegurança utilizado em todos os laboratórios específicos.

5.2 Laboratórios Integrados de Microscopia

Laboratórios Integrados de Microscopia: Para os Conteúdos de Citologia, Histologia, Patologia, Anatomia, Genética, Parasitologia e embriologia.

Espaço acadêmico reservado ao estudo que requer o auxílio de microscópios, para visualização de estruturas microscópicas biológicas, celulares, histológicas e patológicas, como também de micro-organismos, protozoários e helmintos.

Os laboratórios integrados têm como objetivo oferecer aos alunos o desenvolvimento de competências e habilidades através de estudo de estruturas microscópicas, facilitando a integração entre prática/teoria/prática, propiciando, assim, um melhor aproveitamento dos conhecimentos.

Cada laboratório dispõe de um conjunto laminário completo microscópio trinocular acoplado a uma câmera ligada a um computador e a uma TV de 40 polegadas, projetor de imagens, dando aos alunos condições de acompanhar o estudo e a descrição das lâminas microscópicas, que serão realizados pelo professor, que o estará monitorando, através deste, em tempo real.

Como laboratório integrado, esse espaço de desenvolvimento de atividades teórico-práticas inclui aulas de conhecimentos das disciplinas de Histologia, Citologia, Parasitologia, Patologia Geral, Anatomia Patológica e funciona também como apoio para as disciplinas de Microbiologia e Evolução e Genética. Articula setores específicos: salas de aula e sala de estudos em microscopia, todas equipadas com data-show.

Com esse laboratório é possível levar o aluno a ter capacidade de utilizar, com técnica, o microscópio óptico no estudo e identificação também, dos tipos de células e tecidos que compõem os órgãos do corpo animal.

5.3 Laboratório Integrado de Ciências Básicas: Biofísica, Farmacologia, Fisiologia

O laboratório Integrado de Biofísica, Farmacologia, Fisiologia será utilizado para o desenvolvimento de competências e habilidades na área de Biofísica, Fisiologia Humana, Fisiologia Veterinária, Farmacologias e será destinado à realização de análises biológicas e farmacológicas aplicadas à saúde humana e sua relação com o metabolismo fisiológico corporal.

Esse laboratório integrado consiste num espaço amplo e de qualidade, no que diz respeito a vidrarias, bancadas e materiais de consumo. Torna-se, por isso, um ambiente imprescindível para a realização de aulas práticas, que tem como objetivo ensinar o aluno a diferenciar as ações farmacológicas dos fármacos, como também fornecer bases para uma conduta no tocante à dosagem e prescrição de medicamentos, contribuindo, dessa forma, para um bom desempenho do profissional, quando o mesmo estiver trabalhando em ambientes hospitalares e afins.

5.4 Laboratório Integrado: Bioquímica Básica e Fisiológica

Esse laboratório integrado consiste num espaço amplo e de qualidade, no que diz respeito a vidrarias, bancadas e materiais de consumo. Torna-se, por isso, um ambiente imprescindível para a realização de aulas práticas em bioquímica.

Esse laboratório integrado possui toda a vidraria necessária para o acompanhamento de vários alunos por aula. Dentre outros equipamentos, podemos destacar: microscópios, balança de precisão, misturador, banho-maria, capela de exaustão para trabalhar com bactérias, estufa bacteriológica, macrocentrífuga, deionizadores, estufas de esterilização e todas as substâncias necessárias para o desenvolvimento das aulas. Conteúdos atendidos: Bioquímica Básica e Fisiológica.

Laboratório Integrado: Anatomia Sistêmica eTopográfica

Local específico para o recebimento, preparo, limpeza, manuseio e dissecação das peças cadavéricas destinadas ao estudo prático da anatomia.

5.5 Laboratório Integrado de Anatomia e Embriologia

O Laboratório Integrado de Anatomia e Embriologia possui oito salas e é equipado para favorecer o estudo dos alunos na anatomia básica, segmentar, sistêmica e topográfica, proporcionando, dessa forma, um maior aprofundamento dos conhecimentos.

Dispõe de peças cadavéricas em quantidade suficiente, condição imprescindível para o aprendizado, uma vez que dessa forma o aluno tem condições de, através do contato visual, tátil e prático, relacionar os conhecimentos teóricos adquiridos em sala de aula. Cabe destacar, ainda, que os tanques e mesas cadavéricas são em aço inoxidável, o que facilita o trabalho de desinfecção, bem como a sua preservação.

Todo o material cadavérico encontra-se fixado através de soluções apropriadas para a sua conservação, sendo que, parte do acervo está fixada em formol a 10%, e algumas estruturas encontram-se fixadas em glicerina através da técnica de Jacomine, que favorece a manutenção da resiliência tecidual e elimina a necessidade do formol.

Setores específicos: sala de higienização, duas salas de aulas práticas, sala de maceração, sala de guarda de corpos e um setor específico para embriologia, com peças para estudo dos períodos da gestação. Local específico para o recebimento, preparo, limpeza, manuseio e dissecação das peças cadavéricas destinadas ao estudo prático da anatomia. Para estruturação das suas atividades, esse laboratório conta com excelentes condições de materiais, como mesas para dissecação, instrumentais diversos, cadáveres, tanques e peças anatômicas.

6. Portarias referente ao Curso

7. Setor e Perfil do(a) Coordenador

A Coordenação Acadêmica de Medicina Veterinária é responsável pelo apoio e desenvolvimento de ações institucionais de ensino, pesquisa e extensão.

A coordenação do curso de Medicina Veterinária é exercida pelo Professor Atticcus Tanikawa, graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Campina Grande (2006). Especialização na área de Clínica Médica de Pequenos Animais pelo Programa de Aperfeiçoamento em Medicina Veterinária da Universidade Federal de Campina Grande (2007). Mestrado em Medicina Veterinária pelo Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Campina Grande (2012). Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Clínica Médica de Cães e Gatos, atuando principalmente nas seguintes áreas: doenças infeciosas e parasitárias em cães e gatos. Durante o mestrado atuou como monitor REUNI ministrando na Disciplina de Bioquímica Veterinária. É membro titular do Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária do Centro de Saúde e Tecnologia Rural da Universidade federal de Campina Grande. Atualmente é doutorando em Medicina Veterinária pelo Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Campina Grande. Colabora também no setor de clínica de pequenos animais do Hospital Veterinário da Universidade Federal de Campina Grande atuando como Médico Veterinário atendente.  Desenvolve trabalhos na área de doenças infeciosas e parasitárias e oftalmologia clínica com ênfase em Clínica Médica, Epidemiologia e Patologia Clínica Veterinária de Pequenos Animais.

Coordenador
Prof. Atticcus Tanikawa (atcsvet@facene.com.br)

Tel: 83 2106-4787

8. Docente/Corpo Docente– sequência a ser colocada no quadro do corpo docente:

Nome, titulação máxima, formação (qualificação profissional), disciplina/módulo que ministra, tempo de contratação na IES.

 

9. Encargos referentes às taxas do Primeiro e do Segundo semestres 2017

 

 

Selo – SAEME
Selo – Hospital Universitário Nova Esperança
Selo – Ciencias sem Fronteiras
Selo – Fisio
Selo – abmes
Selo 2
Selo 1